A zona de conforto do ex-prefeito Joaquim Neto


Com um partido sólido e uma pré-campanha encaminhada, o ex-prefeito de Gravatá Joaquim Neto (PSDB), vive hoje em uma zona de conforto quando o assunto é sua candidatura a prefeito de Gravatá no próximo ano. Líder do PSDB na região Agreste, o ex-prefeito está articulando o maior número de partidos para fazer uma coligação forte também na disputa pela câmara municipal, estima-se que cerca de 11 partidos já compõem a base de JN.

Em recente pesquisa encomendada pelo Palácio do Campo das Princesas, o ex-prefeito aparece com mais de 20 pontos percentuais de vantagem sobre o segundo colocado se a disputa fosse hoje. Embora os números confirmem a solidez na campanha do tucano, o ex-prefeito mantém os pés no chão e intensifica cada vez mais o seu trabalho; “Só paro de fazer política quando eu morrer. Temos a responsabilidade de trazer de volta o desenvolvimento e a esperança para Gravatá, não descansarei um dia sequer enquanto não ver meu povo sorrir novamente” diz o ex-prefeito.

Joaquim Neto X Paulo Câmara:

O apoio do governador de Pernambuco Paulo Câmara a candidatura do ex-prefeito Joaquim Neto pode surgir a qualquer momento devido a polarização do nome de JN em toda cidade. E devido a candidatura de Waldemar Borges não decolar. Câmara pode inclusive indicar um candidato a vice na chapa do tucano. Com pouco dinheiro em caixa, o PSB pode optar em ser mais uma vez coadjuvante na disputa do próximo ano. Fernando Resende, Rafael Prequé e Ozano Brito estão na retaguarda para um plano “B” do partido.

O apoio de Câmara também se dá por conta das eleições passadas, onde o grupo do ex-prefeito Joaquim Neto conseguiu virar o quadro político da cidade, dando a Paulo uma das maiores votações do estado, proporcionalmente falando.

Joaquim é ou não candidato?

É sim. Embora seja cedo para afirmar isso, o ex-prefeito Joaquim Neto será sim candidato a prefeito no próximo ano. Não cabe ao nosso site falar em nome da Justiça, porém, nós já vimos essa novela e já sabemos qual é o final dela. Portanto, Joaquim Neto é pré-candidato a prefeito de Gravatá.

A rejeição de Bruno

Pode parecer contraditório mais o grande responsável pela ascensão política do ex-prefeito Joaquim Neto é o seu adversário político e atual prefeito Bruno Martiniano. Com uma rejeição estratosférica, grande parte dos votos de Bruno foram transferidos automaticamente para Joaquim, além disso JN já conta com o apoio de boa parte do grupo que elegeu Bruno em 2012, entre eles, ex-secretários, vereadores, candidatos, cabos eleitorais, lideranças políticas, sindicatos, empresários, servidores públicos entre outros. Recentemente, Joaquim consolidou o apoio da Rádio Gravatá FM, aliada histórica de Bruno.

Analistas afirmam que JN já inicia a disputa com cerca de 22mil votos.


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

bravo bravo
0
bravo
confuso confuso
0
confuso
falhou falhou
0
falhou
divertido divertido
0
divertido
nerd nerd
0
nerd
amei amei
0
amei
aff aff
0
aff
top top
0
top
hate hate
0
hate
lol lol
0
lol
gravatahoje

0 Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: