Mais gravataenses qualificados para o mercado de trabalho


Foram  concluídos os cursos de Culinária Rural e Artesanato papel-embalagem

 A Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Assistência Social, ofereceu a qualificação profissional para 23 gravataenses inscritos no Cadastro Único. A ação, realizada em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), ocorreu no Centro de Formação Profissionalizante de Gravatá, localizado na Avenida Agenor Peixoto, S/N, no Riacho do Mel. Os beneficiários participaram dos cursos de Culinária Rural e Artesanato papel-embalagem, Os cursos foram iniciados na última segunda-feira (1° de agosto). O gestor de Gravatá, Mário Cavalcanti, acompanhado da secretária de Assistência Social, Laurisabel Pinheiro, participou do encerramento dos cursos.

“É com muita satisfação que viemos aqui para acompanhar o encerramento desses cursos. Com a qualificação, o cidadão fica pronto para atuar na área em que se especializou e poderá contribuir com a renda familiar. Todas vocês estão de parabéns. Não desistam de seguir no trabalho com esse conhecimento que vocês adquiriram aqui no Centro de Formação”, disse Cavalcanti.

De acordo com a instrutora do curso de Culinária Rural, Alessandra Vasconcelos Peixoto, no curso os alunos puderam aprender a utilizar melhor os produtos da terra. “Mostramos que é possível realizar pratos com um curso baixo aproveitando, assim, os produtos que a nossa região oferece. Outro ponto importante foi às dicas de boas práticas com a manipulação de alimentos. Entre os pratos desenvolvidos, vaca atolada, bolo de batata doce, suflê de repolho, baião de dois com charque e Tomé com bebê (um tipo de creme produzido com queijo coalho)”, destacou.

Para a estudante, Joseane Correia da Silva, de 18 anos, participar do curso foi uma grande oportunidade de aprender a cozinhar. “Eu cheguei aqui sem saber fazer nenhum desses pratos. Estou muito feliz porque vi que sou capaz. A professora nos passou dicas muito valiosas que, no meu dia a dia, levarei comigo. Espero poder trabalhar com alimentos e, quem sabe, iniciar com a entrega de quentinhas”, enfatizou.

No curso de embalagens, o diferencial é que as alunas tiveram acesso às ferramentas básicas para a criação das artes. “Elas puderam aprender a fazer a imitação de cartonagem (que é produzido com MDF) em papel, caixas para brigadeiro gourmet e a decoração de mesas para eventos do tipo formatura, aniversários, casamentos, entre outros. Todas as alunas estão aptas para trabalhar com a decoração de eventos, com um material simples e de baixo custo”, explicou a instrutora, Adriana Luna.

Fotos: Ednaldo Lourenço


Like it? Share with your friends!

What's Your Reaction?

bravo bravo
0
bravo
confuso confuso
0
confuso
falhou falhou
0
falhou
divertido divertido
0
divertido
nerd nerd
0
nerd
amei amei
0
amei
aff aff
0
aff
top top
0
top
hate hate
0
hate
lol lol
0
lol

0 Comments

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: