80% do trabalho já foi feito. A ação contribui para o planejamento urbano do município

 

A Prefeitura de Gravatá, no Agreste, por meio da Secretaria de Infraestrutura, Serviços Públicos, Controle Urbano e Mobilidade, deu continuidade ao processo de atualização do Cadastro Técnico Municipal. O projeto intitulado A Nossa Cidade Cresce, teve início em junho de 2015Um dos objetivos é a solução de problemas referentes ao Planejamento Urbano e Setor Fiscal. O cadastro é uma espécie de CENSO Municipal e, uma das vantagens, por exemplo, é a inclusão de ruas no serviço de Correios.

Em reunião nesta sexta-feira (10), o gestor do município, Mário Cavalcanti, avaliou o relatório feito pela empresa Tributus que, em Gravatá, é responsável pela execução do cadastro. O trabalho encontra-se em 80% de sua conclusão e, agora, passa para a fase de visita aos condomínios da cidade. Com o trabalho, 60 mil imóveis foram fotografados.

Em 2015, 46 mil pontos de georeferenciamento foram coletados via GPS. Atualmente, o número ultrapassa 230 mil pontos. Loteamentos da cidade estão digitalizados. Outro dado importante é a Planta Genérica de Valores que já atualizou 126 pontos de valor de mercado pra imóveis e 12 mil transações imobiliárias.

O mapeamento acontece através de imagens aéreas feitas com Drones, Satélite e imagens terrestres feitas a uma altura de 3 metros por meio de um carro especial. O trabalho também é feito a partir de pesquisa e com a ajuda de uma equipe de 17 agentes que visita todos os bairros.

Vale destacar, que os funcionários da empresa responsável pela ação, a Tributus, trabalham fardados e com crachá de identificação. A gerência reforça ainda, que não é necessário o pesquisador entrar na residência, basta responder ao questionário na própria porta de entrada.

A atual situação do cadastro técnico municipal de Gravatá, não permite o seu uso como fonte de informações sobre o parcelamento, e o uso do solo urbano, inviabilizando qualquer decisão mais precisa, que demande o conhecimento da cidade e da distribuição espacial dos seus fatos geográficos.

Fotos: Ednaldo Lourenço / Divulgação

Comentários no Facebook