Filha do ex-prefeito de Chã Grande Jaci Moreira dos Santos (in memoriam), Maria Célia Lira dos Santos, popularmente chamada de “Célia de Jaci” tentou trilhar os mesmos passos do pai na política. Desde o ano de 2004 vem disputando a prefeitura de Chã Grande, seja na condição de candidata a prefeita ou vice.

Em pouco mais de uma década, Célia conheceu os dois lados da atual polarização política de Chã Grande. Sua primeira candidatura se deu em 2004. Na ocasião, filiada ao PPS, Célia disputou a prefeitura contra Diogo Alexandre, então candidato pelo PMDB, apresentado por Daniel Alves, que finalizava seu 2° mandato pelo antigo PFL. Em sua primeira experiência, Célia amargou o resultado de uma derrota. Com a popularidade em alta, na época, Daniel não teve dificuldade em transferir credibilidade para Diogo Alexandre, eleito com 6.630 votos. Célia obteve 4.587.

Em 2008 o cenário político de Chã Grande já estava totalmente inverso. Daniel Alves e Diogo Alexandre já estavam na condição de adversários políticos. Nessa história, Célia aparece ao lado de Cristina, como candidata a vice-prefeita, na chapa apoiada por Daniel. O resultado das eleições rendeu mais uma derrota para Célia de Jaci. Naquele ano, Diogo Alexandre, já no PR, se reelegeu prefeito com uma ampla vantagem. Foram 7.796 votos contra 5.352 de Cristina, candidata pelo PDT.

No ano de 2012, mais uma tentativa na escalada pelo poder. Dessa vez a composição da chapa que Célia se incluía era mais confortável. Ela havia se aliado com Diogo Alexandre, que apresentava Queiroz de Paiva, pelo PR, como seu sucessor. Célia era a vice.

Com a vantagem de estar com o apoio do prefeito, na ocasião, e uma estrutura de campanha impressionante, montada pelo próprio Diogo e seu grupo, tudo levava a crer que, enfim, Célia iria colher uma vitória em sua trajetória.  Mas parece que a política não é mesmo para Célia. Daniel Alves, que fazia uma oposição de “fogo de monturo” que queima silenciosamente, derrubou o candidato de Diogo nas urnas, obtendo uma votação de 7.271 votos. Queiroz e Célia conquistaram 6.469 votos.

Já às vésperas de 2016, ano de eleições municipais, Célia de Jaci já teria declarado, para algumas lideranças políticas de Chã Grande, que não tem interesse em participar da disputa pela prefeitura. Especula-se que Célia teria aberto mão do seu partido, o PSB, que já estaria sob o domínio do empresário Queiroz de Paiva.


Crédito da imagem:

Paulo Sérgio/Chã Grande News

Comentários no Facebook