Quem estava no centro da cidade na manhã desta sexta-feira (09) se surpreendeu com o Projeto Encontro de Poesias, promovido pela Academia de Letras e Artes de Gravatá, em parceria com as Secretarias de Educação e Assistência Social Juventude. Alunos de várias escolas espalharam literatura de cordel pelas ruas, levando cultura e lirismo para a população.

A iniciativa surgiu este ano, através da Presidenta da Academia de Letras, a Sra. Maria Célia. Ela conta como idealizou o projeto e fala sobre a sua importância.

“Tive inspiração em um projeto que conheci e que foi iniciado no Rio Grande do Sul. Creio que ele dará muito certo na nossa cidade. Hoje, nós iremos distribuir poemas de cordel para as pessoas e também vamos adesivar as lojas e carros com lindos textos”, explicou.

O evento foi iniciado por um desfile cívico dos alunos da Escola Nossa Senhora das Graças. Após trajeto pelas ruas do centro, o desfile se encerrou na Praça da Matriz, onde todos os outros estudantes envolvidos se encontraram para cantarem o Hino Nacional e, em seguida, distribuírem os cordéis.

A estudante do 2° Ano do Ensino Médio da Escola Salesianas, Larissa Solderine, aprovou essa iniciativa e fala sobre sua experiência de participar do projeto.

“A ação é incrível, pois faz com que os jovens tenham contato com a cultura, além de sermos incentivados a ler mais e até a escrever. Eu gosto muito de escrever, inclusive ja escrevi um poema. Sinto uma gratificação em participar disso, porque sei que estou incentivando a leitura, também, a outras pessoas”.

Mais de 100 alunos de seis escolas da cidade estavam presentes, como a Escola Salesianas, Capitão Jose Primo, Pequeno Príncipe, Nossa Senhora das Graças, Amenayde Farias e Edgar Nunes Batista.

Atualmente, a Academia de Letras e Artes de Gravatá conta com cerca de 30 acadêmicos e pretende alavancar ainda mais este número, na busca e valorização dos artistas e personalidades da cultura local.

Gravatá Hoje

Comentários no Facebook