rp-01

Viver em sociedade é difícil, mas se vive.
Nem vou entrar no mérito filosófico da questão,
prefiro continuar com a política da boa vizinhança
que nos ensina muito mais do que qualquer teoria
dos formadores de opinião ou dos ícones históricos
desta que,hoje,é uma sociedade maculada ao extremo.

Vamos ao que interessa:
Seria viver em sociedade, não pise no meu calo que lhe deixo em paz?
Seria, se me ferir com ferro será ferido com o mesmo?
Seria fazer justiça com as próprias mãos ou rasgando o verbo?
Seria tantos outros absurdos que não justificam e nem amenizam os
erros de quem quer que seja ou não seja para a satisfação pessoal?
Sei que cada um tem seu conceito sobre o assunto.
Divergentes e,por tanto, conflitantes e de vários cunhos.
O negócio tá feio.

O não se meta comigo porque sou isso,sou aquilo,tenho amigo tal,
faço isso,faço aquilo,tenho poder,tenho influência… se fez justo?
Se a resposta é sim, estamos atolados.(já diria meu pai). Que Deus o tenha.
Em todos os âmbitos da sociedade, está disseminada esta loucura em
nome de um senso de justiça corrupta, de tão humana e covarde.
Sejam leigos ou magistrados, ninguém escapa. Basta dar uma brecha
e os nervos falam mais alto do que a paz de uma língua que esconde
o mal eminente, salivando pela hora de entrar em ação.

Sóbrio.
Mantenha-se atento.
Não durma.
Ore sempre.

Viver em sociedade.
Seus sonhos e sentimentos nobres, não contavam com
a astúcia humana e com os dias atuais… nem de longe.
Bem vindo a este mundo tenebroso.
Claro, não fomos criados para vivermos neste panorama mas,
já que cavamos a nossa própria cova e estamos aqui: “cresça e apareça”.

PAZ!!!!!

Comentários no Facebook