Com apenas 16 anos de idade, mas já esbanjando talento e criatividade, o jovem gravataense Augusto Borges, apaixonado pela fotografia, escolheu o cenário natalino de nossa cidade para realizar um projeto fotográfico idealizado há 2 anos.

Com o apoio da prefeitura, o jovem irá registrar as fotos durante o período do “Natal de Paz e Luz de Gravatá”, que vai do dia 14 a 29 de dezembro.

A idealização do projeto surgiu quando o jovem fotógrafo sentiu o desejo de registrar os pontos turísticos e a cultura de Gravatá nas festas natalinas, momento em que a cidade está ainda mais bonita com as decorações e atrações tradicionais do Natal.

Com o projeto, que recebeu o nome de “Natal de lembranças”, Augusto pretende, através da lente de sua câmera, levar as belezas de sua cidade natal para outros lugares com o intuito de que outros possam ver seus encantos.

“Eu vejo a foto como uma forma de resgatar lembranças. Quando vi a cidade toda iluminada, parecia que estava vendo um sonho de Natal. Foi aí que percebi que era o momento e a oportunidade de colocar meu projeto em prática. Só tenho a agradecer ao Prefeito Joaquim Neto pela oportunidade de estar realizando um desejo antigo”, disse.

“Quando ele me apresentou o projeto me encantei. Achei fantástico. E vindo de um jovem de nossa cidade fiquei ainda mais feliz. Acredito no potencial dos jovens e, no que eu poder ajudar, farei. “, ressaltou o Prefeito Joaquim Neto.

Além de explorar os pontos de decoração natalina, as fotografias vão utilizar a imagem de 14 modelos gravataenses, entre homens, mulheres e crianças.

Geovana França, de 17 anos, uma das modelos que participará do projeto, fala que é uma experiência muito boa para a sua carreira.

“Sou modelo há pouco tempo. Esses ensaios fotográficos vão ser uma experiência muito boa para mim. Quando Augusto me falou que seria agora na época de Natal, fiquei super feliz, pois é uma das épocas mais lindas do ano”, falou.

Augusto Borges é estudante do Ensino Médio e há um ano e meio que se dedica ao universo da fotografia. Ao todo, ele já fez quatro cursos na área, tendo sido três na capital pernambucana e um na sua própria cidade. O estudante revela não parar por aí e diz que quer continuar investindo na carreira profissional.

Gravatá Hoje

Comentários no Facebook