Existe muita especulação sobre as eleições de 2016 em Gravatá.
Há quem diga que Joaquim Neto não é candidato, ele mesmo já chegou a afirmar que será candidato em 2016, há quem ainda apoie, mesmo que ocultamente, o atual gestor, e os que falam em outros nomes novos para está “guerra” eleitoral.

“É muito cedo para definir estas coisas. Muitas águas vão rolar.” Disse Joaquim Neto à nossa redação, numa aparição pública em bingo organizado no Bairro Novo, pelo vereador Leo do Ar.

Cedo ou não, os grupos políticos já estão se movimentando, as alianças estão se definindo nos bastidores, outras antigas estão sendo quebradas.
O povo está apreensivo, observando a movimentação.

Uns pedem mudança, outros querem trazer de volta a certeza de uma gestão anterior, o atual gestor afirma prontamente ser candidato e esbanja a certeza de ser reeleito. Mas você eleitor, o que diz? O que realmente quer?

Sozinho na disputa JN arrasta cerca de dezoito mil votos, segundo pesquisa. Nomes novos dizem que a população está cansada da briga entre o vermelho e o azul, e quer mudança já, e apostam em vitória certa. Reeleição de Bruno Martiniano, é cogitável?

Com a palavra, os eleitores de Gravatá…

Comentários no Facebook