As “super-lombadas”, como foram apelidados os quebra-molas construídos nos km 02 e 05 da PE-71, em Chã Grande-PE, Zona da Mata, pelo Departamento de Estradas e Rodagens de Pernambuco (DER-PE) vem dando muito o que falar.

Depois de uma série de acidentes envolvendo motociclistas, principalmente nos primeiros dias após a construção das lombadas, quando havia uma notável falta de sinalização, a polêmica está longe de ser finalizada. Pelo menos é o que está parecendo.

Outro fator que motivou ainda mais a mobilização da população de Chã Grande pela remoção das lombadas, foi o caso do taxista Reginaldo Lima, 49. O mesmo foi atingido por um disparo de arma de fogo na região do pescoço, no mês de Maio, e ainda permanece internado na U.T.I do Hospital da Restauração, em Recife.

As lombadas voltaram ao centro das atenções na manhã desta Quarta-feira (17), durante o programa Jota Silva, transmitido pela Rádio Gravatá FM. O apresentador, juntamente com membros de sua equipe, fizeram comentários pesados sobre o caso.

Apesar do DER-PE ter recebido solicitação formal da Prefeitura de Chã Grande, pedindo a remoção das lombadas, até aqui nada foi feito. O vereador Sérgio do Sindicato (SD), também entrou com ação no Ministério Público, que por sua vez,  notificou e pediu explicações ao DER-PE sobre a construção das lombadas irregulares, mas até o momento o órgão permanece inerte.

O que estava cheirando à politicagem parece que foi finalmente confirmado. O Diretor da Rádio Gravatá FM (92,3 MHz) João Machado Guimarães, durante participação no programa Jota Silva, por telefone, afirmou que as lombadas foram instaladas na PE-71 à pedido do ex-prefeito Diogo Alexandre.

DSC_6346

 O DER-PE, órgão subordinado a Secretaria Estadual de Transporte, que tem como secretário Sebastião Oliveira, teria atendido o pedido de Diogo, feito através de vereadores de oposição de Chã Grande.

Ainda de acordo com João Machado, as lombadas seriam para beneficiar condomínios de ricos que investiram na campanha de Diogo Alexandre, que teria gasto uma fortuna em 2012 para eleger seu sucessor e não obteve êxito.

De acordo com dados informados pelo Coordenador do SAMU de Chã Grande, Bruno Luna, após a construção das lombadas houve um aumento de 70% no número de acidentes com motocicletas.

Ismael Alves

Comentários no Facebook