Curso de derivados do leite foi oferecido pelo Centro de Formação Profissional de Gravatá

Mais um curso voltado para a população gravataense foi concluído pelo Centro de Formação Profissionalizante de Gravatá, nesta sexta-feira (15). O curso de Queijos e derivados do leite, uma parceria entre a Prefeitura de Gravatá, por meio da Secretaria de Assistência Social, e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR). A iniciativa foi oferecida à onze beneficiários do Programa Bolsa Família, que irão produzir alimentos que podem ser comercializados e assim contribuir com a renda familiar.

Iniciado na última segunda-feira, com uma carga horária de 40 horas/aula, distribuídas em dois módulos: 24 horas/aula para o módulo de Leite e Queijo e 16 horas/aula para o módulo de Leite e Iogurte. As aulas foram ministradas no Centro de Formação Profissionalizante de Gravatá, que fica na Rua Agenor Peixoto, S/N, no mesmo prédio do CAIC, no Riacho do Mel.

Durante o encerramento do curso, a secretária executiva de Trabalho e Renda, Ana Claudia Lapenda, agradeceu aos participantes e falou sobre a oportunidade deles aumentarem a renda familiar. “Esse curso de derivados do leite é uma oportunidade que oferecemos em parceria com o Senar. Um parceiro nosso, que contribui diretamente com pessoas beneficiárias do Bolsa Família ou pessoas que estão cadastradas no NIS (Inscrição Social). Iniciar a produção em casa e comercializar os produtos, é uma possibilidade de sair do Programa Bolsa Família e poder gerar a sua própria renda”, destacou.

Para a aluna, Daciana Maria dos Santos, de 36 anos, é uma oportunidade ímpar participar do curso. Eu trabalho como doméstica e manicure, dessa forma tiro o meu sustento. Com o conhecimento que aprendi aqui, espero iniciar a produção de doce de leite e iogurtes, pois eles têm um custo baixo e poderão melhorar a minha renda sem dúvida”, disse.

Josenildo Luiz da Silva, de 35 anos, o único aluno entre as mulheres, aproveitou a oportunidade do curso e falou que era um desejo dele em aprender a trabalhar com derivados do leite. “Quando soube do curso, me inscrevi de imediato. Já trabalhei em frigorífico e apenas manipulava o queijo. Aqui eu pude aprender a produção do queijo entre outros e espero poder trabalhar na produção de alimentos. No momento estou desempregado. A oportunidade é uma chance de recomeçar”, enfatizou.

Durante o curso, os alunos receberam todo o material para a produção. Além de dicas e receitas, eles também trabalharam a higienização do ambiente e as boas práticas para a manipulação de alimentos de forma correta e segura.

Entre os alimentos produzidos, destacam-se os queijos: coalho, queijo manteiga, ricota natural e temperada, requeijão cremoso e provolone. Eles também produziram doce de leite cremoso e em barra, coalhada, achocolatado, iogurte natural e com sabores de ameixa e morango e a manteiga natural.

O instrutor do curso, Rômulo José de Melo, parabenizou a turma e, junto com a secretária executiva, entregou os certificados de conclusão do curso. “Agradeço a confiança de vocês e afirmo aqui que todos estão capacitados para a produção de derivados do leite. Vocês são pessoas esforçadas, que aprendem com facilidade e pudemos mostrar que o processo é simples tanto na teoria, quanto na prática”, ressaltou.

Fotos: Marcone Barros

Comentários no Facebook