O município de Gravatá está em festa. Neste sábado (27), o distrito de Mandacaru completa 95 anos e, para comemorar o aniversário, será realizada uma programação especial que promete animar os moradores do local e atrair diversos visitantes.

Tendo São José como padroeiro e protetor, o distrito foi presenteado pelos moradores com uma estátua que será instalada em praça pública. Quatro pés de Mandacaru, planta que originou o nome do povoado, também foram plantados no local.

Um dos moradores mais antigos do distrito, Heleno Moreira, aos 97 anos, relembra de momentos que viveu com a comunidade e que marcaram sua vida.

“Eu trabalhava na feira e levava meus filhos para me ajudar. Era uma alegria só. Eu não escolheria outro lugar pra viver. Somos uma grande família. Posso dizer que tive uma vida muito feliz em Mandacaru,” disse.

“Eu trabalhava na feira e levava meus filhos para me ajudar. Era uma alegria só. Eu não escolheria outro lugar pra viver. Somos uma grande família. Posso dizer que tive uma vida muito feliz em Mandacaru,” disse.

Confira a programação para este sábado (27/04):
19h30 – Missa com o Padre Bosco;
20h30 – Homenagem a Mandacaru (Recitação do “Poema a Mandacaru” do poeta gravataense Menininho Repentista, recitado pelo Subprefeito do distrito José Eudes da Silva);
21h – Parabéns e corte do bolo gigante;
21h30 – Show de GIL Teclas.

Conheça a história do distrito de Mandacaru:

Segundo a narração da professora Leopoldina Maria de São José, MANDACARU era um matagal imenso. Em 1918, o Sr. Minervino Correia construiu um prédio para ser a escola dos filhos, já que próximo, só esxistia a escola no sítio Prianas. Em começo de 1924, Cônego Américo Pita chegou à casa do Sr. José Batista para descansar e propôs que construísse uma capela no local da venda. Seu José Batista, que era católico convicto, disse que não havia problemas e disse que só precisava demolir o prédio. O padre, por sua vez, falou que não era preciso e só necessitava de um local para a sacristia para começo e que depois faria uma igreja. Ele, ou outro padre, se encarregaria disso. O clérigo esperava que um dia este local se tornasse um povoado e depois passasse a ser vila.

As pessoas ficaram entusiasmadas com a ideia. Foi aí que juntaram-se ao Sr. José Batista, os senhores Paulino Paz, Neco Paulino, João Batista, João Bezerra (conhecido por João Pipiu), Joaquim Bezerra (Joaquim Pipiu), Minervino Correia, Manuel Ferreira e mais algumas pessoas que quiseram ajudar a desmatar o matagal, onde existiam muitos mandacarus, que deram nome ao lugar.

Foi aos 27 de abril de 1924, em um domingo, às 10 horas da manhã, que chegou a procissão com a imagem de SÃO JOSÉ vindo da cidade de Gravatá ao povoado. Era um dia chuvoso, mas o povo estava tão satisfeito que não se incomodou com a chuva. Às 11 horas da manhã, foi celebrada a missa. O padre passou o dia, a noite, rezou o terço e fez um belo sermão sobre São José, o pai adotivo de Jesus Cristo e esposo de Maria Santíssima. A festa da noite foi animada por dois poetas: Severino Milanês e João Magro, residentes de Riachão. Além das canções que soavam de uma banda de pífano, os poetas cantaram repentes naquela noite.

MANDACARU está localizado a 500 metros do nível do mar, situado no Agreste Pernambucano, onde se encontra o Vale do Ipojuca, devido às características climáticas desta região, situada a Oeste do Município de Gravatá. Mandacaru fica a 12 km da sede do município de Gravatá e foi elevado a distrito no dia 18 de abril de 1955.É constituído pela sede e por 29 sítios. Os habitantes vivem em torno do sistema de agricultura familiar de subsistência, mantendo hábitos sociais e culturais comuns às sociedades nordestinas. A forte presença da Igreja Católica, desde o início de criação da vila, é mantenedora dos hábitos sociais e culturais dos moradores. A relativa aproximação com polos urbanos, como Recife,Caruaru e Gravatá faz com que haja fácil acesso à comunidade através da PE-87, além dos muitos meios de transportes urbanos e particulares disponíveis e a forte inserção dos meios de comunicações de massa existentes na região. Atualmente, a população vive do comércio, da agricultura, da floricultura, e da pecuária. Ao longo da história política do distrito, foram eleitos 08 vereadores e nomeados 21 subprefeitos.

Levantamento realizado pelo atual Subprefeito e professor de Filosofia José Eudes da Silva.

Gravatá Hoje

Comentários no Facebook