Já tentou entender porque na feira tem uma
barraca com mais pessoas e em outras não?
Porque uma lanchonete é mais cheia que outras?
Uma loja que oferece os mesmos produtos e serviços
que outras tantas é a mais cheia de clientes que a concorrência?
Porque as pessoas param em uma barraca de beira de estrada e
não em qualquer outra que tem os mesmos produtos típicos.
Não tenho uma resposta, Mas o efeito mimetizador pode dar uma pista.

Humanos gostam de copiar outros humanos.
No caso de restaurantes, a sensação de estar cheio é essencial
para que o negócio se sustente. Quase ninguém gosta de entrar em um lugar vazio,
com garçons que parecem estar esperando por você e aquele aspecto de abandono.
Por menor que seja o lugar, bom mesmo é estarmos onde haja pessoas se socializando.
Um cantinho aconchegante e de fácil interação.

Para fazer o modelo funcionar tudo precisa ser enxuto: os cardápios, os equipamentos,
a equipe e as embalagens. Tudo isto faz os preços caírem e também criam uma proximidade
bacana com os clientes. Vale a pena experimentar estes ambientes pequenos e convidativos
que estão espalhados pela cidade. Entre um sanduiche e um sorvete sigo refletindo sobre
os mistérios do efeito manada em outras categorias, marcas e ocasiões de consumo.

Comentários no Facebook