Com a regularização do quadro de funcionários do local, os pagamentos são realizados de forma segura por meio do Documento de Arrecadação Municipal

Com o resultado da Seleção Simplificada e convocação dos trabalhadores, a Secretaria de Desenvolvimento Sustentável e Agricultura, organizou a situação do quadro de funcionários do Abatedouro Público de Gravatá, que fica localizado nas margens da PE-078, zona rural. Antes os servidores não tinham vínculo com a Prefeitura de Gravatá e, por isso, o pagamento aos mesmos era realizado de forma direta, no momento do abate. Com a organização, a partir da próxima segunda-feira (18), os produtores que realizam o abate de animais no local, deverão efetuar o pagamento dos serviços, por meio do Documento de Arrecadação Municipal (DAM) nos correspondentes bancários.

A secretária de Desenvolvimento Sustentável e Agricultura, Tercília Vila Nova, explicou como os produtores deverão agir. “Antes de iniciarmos a mudança, fizemos uma reunião com os produtores cadastrados e informamos a mudança da forma de pagamento pelos serviços. Eles deverão seguir até a Secretaria de Finanças, informar a quantidade de abate e retirar o DAM. No Abatedouro Público, basta apresentar o comprovante de pagamento e realizar o serviço com a equipe”, disse ela, ao destacar a importância da mudança “Esta ação tem como objetivo organizar e controlar o pagamento dos serviços realizados no local e, assim, evitar a circulação de dinheiro em espécie, no ambiente”, destacou.

Antes da contratação dos servidores por meio da Seleção Simplificada, a forma de pagamento era realizada no local do abate e as taxas eram divididas entre os trabalhadores, de acordo com os serviços, causando, por vezes, desconfiança e não entendimento dos produtores que utilizam o espaço.

O Abatedouro Público de Gravatá conta com 43 servidores. Os trabalhadores estão vinculados à Prefeitura de Gravatá, por meio de um contrato temporário de um ano, resultado da Seleção Simplificada. O mesmo poderá ser renovado por mais um ano.

Os valores arrecadados pelos serviços de abate são destinados ao pagamento da folha de pessoal, manutenção do prédio e equipamentos. O restante é somado à receita do município.

Comentários no Facebook