O jornalista Ricardo Boechat, apresentador do Jornal da Band, perdeu as estribeiras e deixou transparecer sua verdadeira identidade na última Sexta-feira (19), quando apresentava o seu programa na rádio BandNews FM.

Boechat comentava o caso da menina de 11 anos, que foi vítima de uma pedrada na cabeça quando saia de um culto de candomblé, no Rio de Janeiro. Apesar de os responsáveis pela agressão não terem sido identificados, alguns órgãos da imprensa tentam atribuir o ato criminoso a evangélicos.

Em seu comentário, Boechat  dizia que “igrejas neopentecostais estão praticando atos de incitação à intolerância religiosa, mais do que em outros ambientes”. Diante de tal acusação, o Pastor Silas Malafaia, por meio de sua conta no Twitter, respondeu: “Avisa ao jornalista Boechat , que está falando asneira, dizendo que pastores incitam os fiéis a praticarem a intolerância.Verdadeiro idiota”.

Boechat, que estava diante de um microfone de uma rádio, onde pessoas de todas as idades estariam ouvindo o programa, pouco se importou com o respeito aos seus ouvintes. O jornalista retrucou o Twitter de  Malafaia maneira indecorosa. (Clique e confira: https://youtu.be/IP0CLLJIe9o).

Essa não é a primeira vez que o Ricardo Boechat deixa vir à tona seu comportamento impudico. Recentemente, esteve no centro de uma polêmica ao afirmar que as opiniões da jornalista Rachel Sheherazade é uma “bosta”. Dias atrás, apareceu usando sutiã rosa para “promover campanha de vacinação”. Cá entre nós, usando sutiã, está mais para promover o movimento LGBT.

Em 2013 ficou famoso por ter endossado o quebra-quebra e os ataques em manifestações que resultariam na morte de seu próprio colega de emissora, o cinegrafista Santiago Andrade. (Clique e confira:https://youtu.be/XcLzyGeKloE). Depois tentou se sair, como mostra o seguinte  comentário do jornalista no vídeo a seguir: //youtu.be/2BDeAuegTkU.

A grande verdade é que Boechat não se sente bem diante dos princípios conservados pelas igrejas cristãs. Tentou culpar os pastores por casos de violência, tidos como intolerância religiosa, e desandou quando foi contrariado por Silas Malafaia.

Se há alguma intolerância que deve existir no Brasil, é justamente contra a falta de respeito, contra a imoralidade, contra o ódio, contra a violência… Já basta a hipocrisia que está alastrada nesse “brasilsão”… E muitas vezes essa hipocrisia veste terno e tenta falar bonito.

Comentários no Facebook