A prefeitura de Gravatá deu início na tarde desta quinta-feira(21) a demolição do pontilhão da antiga RFFSA, no centro da cidade. Segundo a secretaria de obras e serviços urbanos, a demolição faz parte do projeto de requalificação e melhoria do trânsito naquela área, uma das mais críticas da cidade em horários de pico.

A demolição está causando polêmica nas redes sociais por parte dos gravataenses que na sua maioria repudiam o ato da prefeitura. A questão histórica do pontilhão é uma das mais questionadas por todos, o pontilhão existia a cerca de 120 anos e era parte do cartão postal da cidade. Outro fato curioso é sobre a autorização que a prefeitura tem para realizar a demolição, haja vista que a linha férrea e todo seu entorno são de propriedade da UNIÃO, através da Secretaria de Patrimônio da União – SPU, além disto, a área é ligada a órgãos de proteção a patrimônios históricos como o IPHAN.

Muitas pessoas também estão saindo em defesa da obra, haja vista que o pontilhão tornou-se inviável naquela área a muitos anos, tendo apenas um papel “figurativo” do modo em que estava.

A cidade de Gravatá, assim como diversas outras, perde uma parte importante de sua história em troca do seu desenvolvimento. O município precisa de ações urgentes de melhoria no trânsito e esta é sem dúvidas uma obra importante para a cidade.

Prefeitura erra de novo:

Embora a demolição do pontilhão seja em benefício da cidade, a prefeitura de Gravatá comete mais um grande erro em desrespeito a população. A gestão simplesmente mandou derrubar uma parte histórica da cidade sem consultar sequer, moradores da cidade ou classes representativas do município. A prefeitura ainda falha ao já iniciar a demolição sem apresentar um projeto para o que será feito no local.

Comentários no Facebook