Por conta da crise no abastecimento de combustíveis e outros materiais, em decorrência da paralisação dos caminhoneiros, que já dura nove dias, o Prefeito de Gravatá, Joaquim Neto, convocou os representantes de serviços essenciais do município para uma reunião.

Na ocasião, foi instalado o Gabinete Municipal de Crise, no qual os representantes têm a missão de articular medidas para minimizar os transtornos e alinhar ações que visem o funcionamento de serviços essenciais para a cidade. Entre os órgãos que participam do comitê estão o Ministério Público, Polícias Civil e Militar, Celpe, Compesa, Guarda Municipal, Secretarias de Saúde, Assistência Social, Educação, Comércio, Infraestrutura, entre outras.

O Prefeito decretou estado de emergência no município e citou que a medida tem a finalidade de tomar “providências para evitar a interrupção de serviços essenciais à população, comprometendo a ordem pública, a segurança, a paz social e o bem estar das pessoas”.

O Comandante da 5ª CIPM, Major Álvaro, enfatizou a importância de unir forças neste momento.

“Esta ação permite que a gente possa ouvir e entender de perto como está a situação do município, recebi as demandas dos órgãos e das secretarias e irei encaminhar para o Gabinete de Crise do Estado, para que seja averiguado tudo e determinado o que pode ser atendido de imediato, amenizando os transtornos à população.” Falou.

Entre as solicitações estão o abastecimento de botijão de gás, água mineral, transporte de alimentos e a regularização dos veículos escolares. A abertura de um outro posto de combustível para o abastecimento da população também foi solicitado pelo prefeito, para que os profissionais possam chegar aos locais de trabalho.

O Ministério Público também orienta que caso haja algum fornecedor vendendo mercadorias acima do valor comercial, o consumidor pode denunciar e os comerciantes que forem pegos praticando preços extorsivos serão autuados e multados e os responsáveis poderão ser presos em flagrante.

SERVIÇOS ESSENCIAIS REGULARES

Os serviços considerados de natureza essencial para o município, como ambulâncias, SAMU, transporte para pacientes de TFD, coleta de lixo e viaturas de segurança continuam de forma regular em Gravatá.

Comentários no Facebook