A Secretaria Municipal de Saúde realizou nesta sexta-feira (9), uma capacitação com os conselheiros municipais acerca do Sistema Único de Saúde- SUS.

Com o intuito de promover conhecimento para que os conselheiros tenham mais propriedade para fiscalizar os serviços de saúde, a capacitação é mais um grande passo para a transparência.

“Para decidir a vida da comunidade e a destinação dos recursos que serão investidos é preciso que os conselheiros saibam a responsabilidade que tem e entendam o que é o SUS, para que possam discutir com propriedade as políticas públicas e isso é uma coisa muito importante para o município porque todo recurso que chega e a determinação do que será executado deve ser aprovada pelo conselho” explicou Ana Lúcia Barros, consultora da área de saúde e planejamento social.

O atual Conselho Municipal de Saúde irá atuar no período de 2018.2 à 2020.1, sendo composta por representantes de diferentes órgãos e entidades, o que garante a inclusão direta da população no controle e na elaboração de políticas para a gestão de saúde de Gravatá. O Presidente do Conselho, André Ribeiro, destaca o retorno positivo desta ação.

“O conhecimento aprendido hoje servirá para subsidiar o conselho, que terá autonomia de votar com entendimento em tudo o que está sendo proposto. É muito importante esta capacitação porque a gestão mostra que preza pelo controle social e reafirma a responsabilidade com a transparência” disse.

Agente Comunitária de Saúde há 14 anos, Vanessa Barros conta que se sente feliz em compreender o seu papel como conselheira e que terá ferramentas e conhecimento para ajudar a população.

“A gente não tinha isso antes, é meu segundo mandato no conselho e eu sequer sabia o que um conselheiro fazia, agora eu estou aprendendo e assim posso fiscalizar e cobrar da gestão melhorias na saúde pública municipal.” Afirma.

Veja quem são os integrantes do Conselho durante o biênio 2018-2020.

Fotos: Anderson Souza / SECOM Gravatá

Gravatá Hoje

Comentários no Facebook