Números mostram a grandiosidade do evento: 120 mil pessoas nos shows gratuitos; 100% de ocupação hoteleira; além de comércio e restaurantes lotados

O São João de Gravatá 2016 entrou para a história do município. E são os números que comprovam a grandiosidade do evento. A festa trouxe inúmeros dividendos para a cidade; no turismo, gastronomia, cultura e comércio. A prefeitura, em parecia com o Governo de Pernambuco, HDF Produções e patrocinadores, atuou com todas as suas secretarias para garantir a infraestrutura do evento, que acabou muito elogiado tanto por gravataenses, comerciantes e hoteleiros, quanto pelos que escolheram o município para passar os festejos juninos.

Em cinco dias, mais de 120 mil pessoas lotaram os shows realizados no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar, no Mercado Cultural e no concurso de quadrilhas, no Parque da Cidade. Do ponto de vista cultural, o São João de Gravatá foi eclético; com espaço na programação para artistas da terra, atrações regionais e shows de porte nacional.

A ocupação hoteleira foi de incríveis 100%, enquanto que a das pousadas foi de 95%, outro recorde. Já o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) fez uma média de mil atendimentos por dia. No setor de comércio, lojas com grande movimento e comerciantes faturando. O Polo Moveleiro registrou a passagem de mais de duas mil pessoas, por exemplo. A gastronomia também saiu beneficiada com restaurantes lotados e freguesia satisfeita.

“A cidade só fez ganhar com esse São João. Foi bom para os gravataenses e para os turistas, que puderam acompanhar grandes shows no pátio de eventos e no Mercado Cultural; tudo de graça. Também foi bom para os comerciantes locais, que venderam seus produtos. Isso sem falar da rede hoteleira, que chegou a sua ocupação máxima, e dos restaurantes lotados. O trabalho em parceria – prefeitura, Estado e iniciativa privada – foi fundamental para o êxito dessa festa. Gravatá, que tem passado por tantas dificuldades, merecia esse grande São João que teve. Quero agradecer a todos que trabalharam para que a festa fosse esse sucesso”, comemorou o gestor da cidade, Mário Cavalcanti, que prestigiou os shows e circulou pela cidade para inspecionar as ações da prefeitura.

PÁTIO DE EVENTOS – Os shows no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar aconteceram sem que a prefeitura colocasse um centavo de dinheiro do município. O Executivo municipal licitou a cessão do espaço para os dias do evento. A produtora HDF venceu o certame e realizou os shows por meio da captação de patrocínio com a Empetur, Fundarpe, Skol, Sky e Sundown. Os recursos foram usados para pagamento dos artistas e montagem da estrutura.

Na programação, os artistas gravataenses tiveram espaço garantido para mostrar seu talento. Brucelose, Capim com Mel, Galeguinho de Gravatá, Don Tronxo e Pikap Turbinada são exemplos disso. A cidade também recebeu grandes nomes da música nacional. O cantor baiano Bell Marques foi um dos destaques deste São João. Com sua alegria contagiante, o artista não deixou ninguém parado tocando músicas do seu álbum “Forró no Lago 2” e clássicos do Chiclete com Banana.

O mesmo ocorreu com a dupla sertaneja Edson e Hudson, que, pela primeira vez, se apresentou na cidade. O repertório sertanejo, que caiu nas graças do público, foi mesclado com um set de forró. Amigos Sertanejos, Nádia Maia, Josildo Sá e Maria da Paz também fizeram bonito no palco.

MERCADO CULTURAL – O Mercado Cultural, no Pátio da Feira, foi um espetáculo à parte. Casa cheia durante todos os dias, ultrapassou as expectativas e levou cada vez mais adeptos ao local. Gente vinda de todos os lugares se encontrou por lá. Ao todo, foram oito apresentações com trios de forró pé-de-serra de Gravatá. Mais de duas mil pessoas circularam por dia no mercado, totalizando mais de 16 horas de música com o autêntico forró pernambucano.

PARQUE DA CIDADE – No Parque da Cidade não foi diferente. O local também teve festa na quarta-feira (22), quando o concurso de quadrilhas empolgou a meninada das escolas municipais. A quadrilha José Primo, da Escola Capitão José Primo, foi a grande vencedora. Mas todas as crianças presentes saíram ganhando, afinal tiveram uma programação especial para elas.

CRIANÇADA – O domingo também foi destinado às crianças, no Pátio de Eventos Chucre Mussa Zarzar. Animakids e A Barca Maluka fizeram a festa para os pequenos.

SEGURANÇA – Não foi registrada pela Polícia Militar e Corpo de Bombeiros nenhuma ocorrência relevante no Pátio de Eventos. Das ocorrências policiais registradas, nenhuma teve relação direta ou indireta com as festividades. No local do evento, o Corpo de Bombeiros, que atuou com 30 homens, atendeu casos de mal súbito. A PMPE e a Casa Militar do Governo de Pernambuco patrulharam com 100 policiais não só o local dos shows, mas todo o seu entorno, garantindo a segurança com motos e viaturas. O trabalho foi integrado à Guarda Municipal, que participou das ações com 20 homens.

A recepção dos turistas foi feita por 40 taxistas capacitados pela prefeitura em parceria com a Empetur.

ASSISTÊNCIA SOCIAL – Agentes da Secretaria municipal de Assistência Social estiveram nos pontos de táxi para orientar os taxistas sobre a exploração sexual e o trabalho infantil. Essa mobilização também aconteceu no Pátio de Eventos, na Feira Livre e no Mercado Cultural. Os bares e restaurantes nas proximidades e nos locais de apresentações também receberam orientação sobre a proibição de venda de bebidas alcóolicas para menores de 18 anos.

SAÚDE – Durante as apresentações no Pátio de Eventos, a Secretaria municipal de Saúde disponibilizou uma equipe que ficou de plantão até o encerramento dos shows. No local, seis atendimentos foram realizados pela equipe de enfermagem que contou com o apoio de uma ambulância. No Hospital Municipal Doutor Paulo da Veiga Pessoa, o corpo médico recebeu reforço e os plantões de 24 horas contaram com quatro médicos, totalizando 858 atendimentos realizados.

A equipe da Vigilância Sanitária inspecionou 84 estabelecimentos que oferecem refeições e alimentação. Todas as barracas instaladas no Pátio de Eventos foram vistoriadas. A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda esteve de prontidão 24 horas, inclusive, com passagens pelo local do evento. Em Gravatá, eles atenderam 48 ocorrências no período de 22 a 26 de junho.

Comentários no Facebook