Fumaça, fogueira e pólvora dos fogos de artifício podem causar danos sérios à visão

Época festiva e também perigosa. Celebrar as festas juninas no Nordeste é ter a certeza de que fogueiras e fogos de artifício vão marcar presença. E se neste período sobem os alertas para os perigos das queimaduras na pele, sobem também os riscos aos olhos. A fumaça e a pólvora são vilãs da visão e, em casos mais graves, podem até causar cegueira.

“O perigo da fumaça é o ressecamento ocular. Quem usa lentes de contato precisa manter distância da fogueira, pois o aquecimento pode derrete-las. E se o material usado para combustão causar fumaça tóxica, o perigo dobra, provocando irritação e inflamações nos olhos e na pele”, afirma o oftalmologista Alexandre Ventura.

Já os fogos de artifício e as bombas juninas podem causar danos ainda mais graves – sobretudo quando manuseados por crianças. É que os resíduos de pólvora que ficam na mão, quando em contato com os olhos, podem gerar infecções ou inflamações graves. Se não tratadas adequadamente, podem levar o paciente à perda de visão.

Além disso, é preciso atenção aos estilhaços das bombas, que jamais devem atingir os olhos. Todo cuidado é essencial para comemorar de forma saudável. “Em caso de acidentes, o paciente precisa ser levado com urgência para o hospital. Tratamentos caseiros como colírios não prescritos ou outros produtos improvisados podem agravar o problema”, conclui Ventura.

Comentários no Facebook